Skip to content

Saudação do Presidente de Israel – Rosh Hashaná

Setembro 24, 2008

Saudação do Presidente do Estado de Israel, Sr. Shimon Peres, ao povo judeu, por ocasião de Rosh Hashaná 5769 

Um país tão pequeno em tamanho, como Israel, tem poucas alternativas além de procurar a grandeza em outros campos.  Deve explorar a força do espírito, a profundidade da fé, a busca pela inovação e a promessa oculta nas ciências. 

Desde a sua criação, há 60 anos, Israel demonstrou que, apesar da escassez de terras e água, conseguiu desenvolver uma das economias mais avançadas e resistentes do mundo.  Enfrentando desafios sem proporção à sua dimensão territorial ou demográfica, além de ameaças à sua própria existência, Israel sempre foi perseverante. E pôde sê-lo através da mobilização dos seus recursos humanos e da sua força militar.  Reforçou a sua democracia e o seu desejo de paz. 

Israel suportou sete guerras num espaço de sessenta anos.  Superado em número e em armamento, sempre foi independente e seguro de si.  Ganhando as guerras, Israel pôde triunfar na sua luta pela paz e firmar acordos de paz com o Egipto e a Jordânia.  Hoje, continua a negociar com os palestinianos, sem perder a esperança de fazer a paz com todo o mundo árabe. 

Promovendo uma política de paz e sendo fiel à ética judaica que prega “Ama o teu próximo como a ti mesmo”, mantendo um sistema de defesa que se adianta ao perigo e uma democracia resistente, guiada pelos valores morais da nossa tradição, podemos demonstrar que o que nos foi outorgado no Monte Sinai não se perdeu no deserto. 

A realização da visão sionista é uma história que inspirou tanto a nação como o  Estado. Com o seu estabelecimento, o povo judeu confiou a Israel a função de preservar e desenvolver o legado histórico judaico sobre uma plataforma moral, proclamando que “Todos os seres humanos são criados à imagem de D’us”. 

Comprometido com a nossa fé e com o valor de Tikun Olam, Israel deve prosseguir a sua missão a fim de vencer os desafios globais do amanhã.  Sendo pequenos em tamanho e em população, devemos ser maiores no campo das ciências e, assim, servir de laboratório mundial na busca de uma energia alternativa, principalmente solar, de modo a reduzir a contaminação e secar o pântano de petrodólares que dá alento ao terrorismo.

A humanidade terá que gerar água para responder à crescente procura humana, evitar a sede e possibilitar a existência de um meio-ambiente harmonioso e sustentável, para o homem e para a natureza.  Israel superou-se nessa área e deve continuar a investir esforços nesta busca. 

Devemos, também, cultivar um sistema de ensino inovador, centrado mais em ferramentas e capacidade de pensamento  do que na mera recolha de dados.  A força histórica do povo judeu baseou-se – e deve continuar a basear-se – no estudo e na aplicação do conhecimento. 

Demonstrámos, no passado, e devemos voltar a fazê-lo no futuro, que o povo judeu pode servir de líder na vanguarda da modernidade e da inovação, de modo a enfrentar os desafios, como a violência e o terror omnipresente, que hoje em dia afrontam o mundo. 

Entretanto, devemos responder às ameaças com que se defrontam as comunidades judias em todo o mundo, tais como a assimilação, a crescente distância entre as diferentes comunidades e a necessidade de fortalecer os laços entre a juventude judaica na Diáspora e em Israel. 

Precisamente porque somos uma nação pequena, o povo judeu deve gerar a grandeza inerente  à sua capacidade humana. 
 
 

Rosh Hashaná Sameach 

Shimon Peres

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: